GUERRAS SECRETAS: OS VINGADORES

GUERRAS SECRETAS: OS VINGADORES

FORÇA-V

 

O multiverso foi destruído… os heróis das terras 616 e 1.610 não puderam salvá-lo! Agora tudo que resta é o mundo bélico! Praticamente uma concha de retalhos planetária, composta pelos fragmentos de mundos que não existem mais que é mantida pela vontade férrea de seu deus e soberano, Victor Von Doom. Cada região é um domínio em si. Essa é a história da FORÇA-V.

 

 

(Fig I). Capa revista da Força-V. Os Vingadores.

 

História originalmente publicada em: A Força-V. junho de 2015. EUA.

No Brasil publicada em setembro de 2016.

 

Durante as Guerras Secretas o Dr. Destino criou o mundo com diferentes realidades dos personagens da Marvel. São eventos de alguma saga ou série clássica. Existe uma espécie de país no globo onde a realidade poderia ser a Dinastia M, Guerra Civil, Planeta Hulk, entre outros. Não podendo romper as fronteiras. Caso isso ocorresse a pena seria a mais severa possível.

Em um desses países existe a chamada “Força-V”, uma espécie de grupo composto por na sua maioria “Vingadoras”, que algumas delas compõe a formada Força-V:  mulheres: Mulher Hulk, Capitã Marvel, Cristal, Irmã Grimm, Miss América.

O lugar é uma ilha, e como todo lugar, a ilha de Arcádia é composta das funções que desenvolvem uma cidade. O lugar tem seus advogados, médicos, professores, músicos etc.

O grupo da Força- V se reúne no salão da Justiça. Onde tem como líder da força–V a Mulher-Hulk.

 

 

(Fig II). FORÇA-V

 

 

A equipe fazia sua ronda diária, quando de repente se depara com um tubarão gigante. O bicho já derrotado cai em terra firme. Mas é jogado pela Miss América do outro lado de uma fronteira, que dá acesso ao mundo dos Zumbis, chamada de: “As terras mortas”.  Ultrapassar umas das fronteiras do mundo bélico significa quebrar umas das maiores leis.

Um policial Thor aparece e atua a Miss América pelo ato. Sendo assim, a Miss América, quebrando uma das leis sagradas é condenada pelo xerife Estranho.

 

 

 

(Fig III). Ataque em Arcádia.

 

 

A Mulher-Hulk tenta argumentar com o xerife Estranho, mas a Miss América é condenada a prisão do escudo.

Logo após a condenação de Miss América, a Mulher-Hulk convoca os Atlantes. No quadrinho os balões em verde significa o pensamento da Mulher-Hulk. Ela narra boa parte da história. O fato de convocar os Atlantes é por que um tubarão gigante surgiu do mar de arcádia, e os Atlantes são os reis dos mares e poderia ter alguma informação sobre de onde veio o Tubarão gigante. A equipe segue para uma investigação mar a dentro. Em quanto isso no Farol de Bishop, a Irmã Grimm vê algo caindo do céu.

 

(Fig IV). Julgamento da Miss América.

 

Um portal abre-se na frente dos Atlantes e da Força-V, mostrando a eles as diversas realidades. A equipe mal sabia o que era aquele portal.

Em quanto isso na casa de Loki, Nico e Minoru da América chavez, é apresentada a Irmã Grimm, que é apresentada a Mulher-Hulk a baronesa do mundo bélico.

Algumas fissuras começam a se abrir na ilha de arcádia. Mulher-Hulk adentra em uma delas para investigar. Mas é confrontada por três Thor da Tropa Thor. Nesse momento a Mulher-Hulk desconfia de uma traidora na cidade.

A morte de Medusa abala a Força-V e a cidade de arcádia está caindo em desgraça e precisa encontrar o traidor urgente. A garota misteriosa conhecida como “Singularidade” que tem aspectos de universo e que tem um significado interessante na história mostra o significado de união as suas amigas. A garota que não tinha forma estava conhecendo o que era sorrir, lutar, sentir, dar e perdoar, por conta de cada característica que elas, as integrantes da Força-V demostravam durante a convivência entre si.

A Força-V descobre quem estava por trais das aberturas dos portais. Era a Loki, que tinha um plano de tomar o lugar da Mulher-Hulk.

Uma enorme luta começa até a queda de Loki.

Derrotada Loki rompe o escudo da barreira das terras dos Zumbis, e assim tem início o caos na cidade.

A bela arte de Jorge Molina que inicia a parte cinco, traz a união das mulheres em uma só. Não importando suas diferenças e cor. A arte aborda o pedaço do rosto de cada uma e o valor que cada uma tem, e que se completa em um só rosto de uma só mulher (sorrir, lutar, sentir, dar e perdoar,). Com a Nico ( singularidade), representando que todas juntas são singular. Nico é o nome dado a Singularidade por sua melhor amiga, a irmã Grimm.

 

 

 

(Fig V). Singularidade.

 

(Fig VI). Força-V: Lutar

 

 

(Fig VII). Força-V: Sorrir

 

 

(Fig VIII). Força-V: Sentir

 

Fig IX). Força-V: Dar

 

Fig VIIII). Força-V: Perdoar

 

 

 

O povo guerreiro que luta para proteger a pequena ilha de acádia enfrenta uma gigantesca invasão dos mortos vivos. Presenciando essa batalha sem fim Singularidade conhecida como “Nico” (Singularidade), reflete sobre os sentimentos humanos das heroínas. E caba salvando toda a ilha. Nico destrói todos os zumbis, mas “morre” no final quando utiliza todos os seus poderes.   Na verdade Nico é o próprio universo, que procura compreender certos acontecimentos entre os seres humanos, não foi por acaso que ela lutava e protegia suas amigas.

Com a Força-V, Nico aprendeu o que era o perdão, a amizade e a lutar uma pele outra.

Pode-se dizer, que a mensagem passada na história, é que todas as mulheres podem se ajudar, que podem estar juntas,  e que esses sentimentos que elas tem é algo que surpreende até mesmo o próprio universo.

 

FIM.

 

Total de 231 visualizações

Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Open chat
1
Olá
Podemos ajudar?