Amazon baniu 600 marcas chinesas por fraude de revisão

Amazon baniu 600 marcas chinesas por fraude de revisão

Você se lembra de quando alguns fornecedores começaram a desaparecer misteriosamente da
loja online da Amazon? Acontece que eles eram apenas a ponta do iceberg, pois a empresa já
baniu permanentemente mais de 600 marcas chinesas em 3 mil contas de vendedores
diferentes.

A Amazon informou que essa é a maior ação após cinco meses de sua repressão global. Um
porta-voz nos disse que 600 marcas foram banidas por violar as políticas da marca,
especialmente aquelas em torno do abuso de revisão.

Além disso, a Amazon proibiu a prática de revisões incentivadas em 2016, porém, não é tão
simples quanto parece, pois algumas dessas ofertas estão disfarçadas como um programa de
teste ou uma garantia estendida. Já outras empresas oferecem incentivos depois que você
deixou uma crítica negativa, dando um produto grátis ou “reembolso” sem necessidade de
devolução, desde que exclua o comentário, por exemplo.

Porém, não está claro quais outras marcas chinesas podem ser incluídas na última repressão
da Amazon. Por mais que a Aukey tenha sido uma das primeiras empresas de destaque a ser
banida em maio, a empresa ainda vendia fones de ouvido sob uma submarca.

“A Amazon trabalha muito para construir uma ótima experiência em nossa loja, para que os
clientes possam comprar com confiança e os vendedores tenham a oportunidade de expandir
seus negócios em meio a uma concorrência saudável”, disse a marca em um comunicado.
A empresa afirmou que suspenderia e baniria os fornecedores que violarem os termos:

“Continuaremos a melhorar a detecção de abusos e a tomar medidas de fiscalização contra os
malfeitores, incluindo aqueles que conscientemente se envolvem em violações múltiplas e
repetidas da política.”

 

Fonte: The Verge

Total de 35 visualizações

Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Open chat
1
Olá
Podemos ajudar?