Firefly e o cancelamento precoce

Firefly e o cancelamento precoce

Todo mundo tem uma série favorita que foi cancelada cedo demais. Nos anos 2000, a rainha dessas séries no exterior era “Firefly”. Uma série dramática espacial, americana, criada por Joss Whedon, que tem em seu currículo projetos como: Buffy, Vingadores e Liga da Justiça. A série se passa no ano 2517 e segue as aventuras da tripulação da ‘Serenity’, uma velha nave espacial da classe Firefly.

Os nove atores são poucos conhecidos, pois tiveram dificuldades em sua carreira após a série. Existem algumas exceções como nossa querida brasileira Morena Baccarin, Gina Torres e Adam Baldwin. Entretanto isso não significa que os demais têm uma atuação ruim, muito pelo contrário, parece que foram escolhidos a dedo para o papel que interpretam.

Com um enredo completamente díspar do que estamos acostumados a ver em séries futurísticas, Firefly trouxe uma mescla interessante na história. A série alternou momentos de tecnologia futurística com elementos do velho oeste, lembrando um pouco o anime Cowboy Bepop.

Um dos pontos mais legais da série é os personagens alternarem de inglês com mandarim (ou cantonês, não sou capaz de informar com certeza). Também em alguns pontos discute as desigualdades sociais e impactos ambientais, embora o faça de maneira um pouco rasa.

Outro ponto muito interessante é o fato de não ter nenhuma menção a extraterrestres, o que costuma ser quase obrigatório em séries de ficção científica.

Mas apesar de ter o coração de tantos fãs, Firefly estreou nos EUA na rede Fox em 20 de setembro de 2002 e foi cancelado depois que 11 dos 14 episódios produzidos foram ao ar. Apesar do período de vida relativamente curto da série, ela recebeu fortes vendas quando foi lançada em DVD e tem grandes campanhas de apoio aos fãs. Ela ganhou um prêmio Primetime Emmy em 2003 por Efeitos Visuais Especiais de Destaque para uma Série. O TV Guide classificou a série em 5º lugar em sua lista de 60 programas de 2013 que foram “cancelados muito cedo”.

A franquia Firefly se expandiu para outras mídias, incluindo quadrinhos e até mesmo um RPG.

No Brasil a série foi transmitida pelo canal Fox, um canal fechado. Por este motivo poucas pessoas realmente conheceram Firefly por lá. A Maior parte dos fãs nacionais conheceram por intermédio de estrangeiros a citando, notadamente seriados com temáticas nerds como Big Bang Theory.

O sucesso pós-exibição do programa levou Whedon e Universal Pictures a produzir Serenity, um filme de 2005 “Serenity – luta pelo amanhã”, que continua a história da série.

A história do filme se passa com a tripulação da Serenity tenta escapar de um assassino enviado para recapturar a telepata River. Desta vez, com ninguém menos que Chiwetel Ejiofor (12 anos de escravidão) como vilão. O filme agradou maior parte dos fãs e boa parte da crítica.

Entretanto foi um banho de água fria para aquele que esperavam o retorno da série. De vez em quando são encontrados boatos na internet que a série irá retornar, mas sempre se mostram falsos.

Se você ainda não conhece Firefly e é fã de ficção científica, vá conhecer. Só se lembre que tem somente uma temporada e um filme e que estamos falando de uma série de 2002.

Total de 25 visualizações

Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Open chat
1
Olá
Podemos ajudar?