Filmes & Seriados

Diversidade já tinha chegado ao UCM

Atualmente, quando se fala em filmes do Universo cinematográfico da Marvel, chamado de UCM, uma pergunta é feita: quando veremos mais representatividade?

De fato, tivemos Pantera negra e Capitã Marvel, os primeiros filmes a trazer, respectivamente,  o primeiro protagonista negro e a primeira heroína protagonista em filme da Marvel, além de Pantera negra trazer uma forte liderança feminina e colocar um país africano como o mais desenvolvido do planeta. 
Porém, enquanto todos miram no cinema, uma série já chega na frente nesse quesito: trata-se de Fugitivos, serie da Hulu.

Logo ao ver o grupo, já vemos muita representatividade, começando que é uma equipe de maioria mulheres. Além disso, traz Molly Hernandez, que é filha de latinos e super forte; Nico Minoru que é asiática, gótica, Wicca e bisexual; Alex Wilder que é um rapaz negro, inteligente e o lider do grupo; Karolina Dean que é meio humana e meio alienígena e é lésbica; e Gert York, que é feminista, tem cabelo roxo e tem uma ligação com Alfazema, a deinoníca modificada pelos seus pais e Chase Stein, que além de ser atlético e galã, também é inteligente. 
A segunda temporada introduziu Xavin, que nos quadrinhos é um príncipe skrull prometido a casamento a Karolina Dean mas que, por ela ser lésbica, opta pela forma de mulher. Embora continue sendo transmorfa, a personagem possui identidade feminina na serie, havendo potencial para uma trama sobre transexualidade.

Enquanto a Marvel ainda trará outras representatividades, com Shang chi como o primeiro herói asiatico e, em Eternos, trará o primeiro herói abertamente gay, podendo ser o Hercules, não se pode ignorar que já houve introduções de outras representatividades, com Daisy Jonhson sendo a primeira heroína de origem asiatica, Joey Gutierrez o primeiro latino e gay, Matt Murdock o primeiro cego, Raio negro o primeiro “mudo”…

Pelo que está sendo apresentado nesse post, a diversidade já tem sido feita. Porém, se fosse efetivamente conectada ao cinema essas histórias, pudessem enxergar que a representatividade já está sendo feita há muita tempo. 

Etiquetas

Artigos relacionados

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1
Olá
Podemos ajudar?
Powered by
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios