Filmes & Seriados

The Umbrella Academy: As diferenças da HQ pra série

The Umbrella Academy é uma HQ de 2009 escrita por Gerad Way o ex-vocalista de My Chemical Romance e ilustrada pelo brasileiro Gabriel Bá, ela conta a história de 7 crianças com poderes que nasceram todas ao mesmo tempo em circunstâncias no mínimo estranhas, adotadas pelo milionário excêntrico que além péssimo exemplo de pai é um alienígena sideral: Sir Reginald Hargreeves (O Monóculo), elas passam a viver juntas sendo treinadas por ele para salvar o mundo. Formando assim a Umbrella Academy.

Esse ano o quadrinho ganhou sua adaptação para uma série da Netflix que estreou em 15 de fevereiro, porém mesmo que ambas as obras sejam ótimas em determinados aspectos, ambas tem suas próprias particularidades. E é sobre isso que vamos falar hoje, sobre as diferenças de The Umbrella Academy nos quadrinhos pra série.

Adaptação dos dois primeiros volumes

Na série vemos diversos acontecimentos que não são da primeira edição do quadrinho a Suíte do Apocalipse, e sim de Dallas o segundo volume da HQ, como podemos citar o exemplo da presença de Hazel e Cha-cha, o plot do Número 5 ser caçado pela organização a qual fazia ao mesmo tempo que tenta impedir o fim do mundo e até mesmo a ida ao Vietnã de Klaus, que também acontece em Dallas, a diferença é que em Dallas Klaus não vai sozinho, ele é acompanhado de Diego e Luther e eles estão lá para tentar assassinar o presidente Kennedy.

Capa do segundo volume de The Umbrella Academy

Diego e Detetive Patch

Na série Diego tem seu poder retratado como uma espécie de mira sobre humana, quando nos quadrinhos o poder dele é ficar em baixo d’água por quanto tempo quiser, por isso seu apelido nos quadrinhos é Kraken como o grande monstro marinho.

Além dessa adaptação a série tomou liberdade para introduzir a detetive Patch que é o interesse amoroso de Diego na série. Ela não existe nos quadrinhos e sim um outro detetive que age como um comissário Gordon para Diego, trocando informações e o auxiliando as vezes.

Luther Hargreeves

Luther nos quadrinhos sofre um acidente muito grave durante uma expedição a Marte e tem sua cabeça transplantada para o corpo de um gorila Marciano, isso faz com que ele tenha um físico bem mais avantajado do que na série além de todos os seus familiares saberem, Luther nos quadrinhos não se sente mal com seu novo corpo, o contrário do que acontece na série quando Luther vai a uma missão e volta e extremamente ferido deixando seu pai sem escolha a não ser injetar um soro nele que salva sua vida mas o faz ter pelos e o físico de um gorila.

Alisson e Luther

Alisson nos quadrinhos é retratada como uma personagem caucasiana de cabelos roxos, já na série ela é diferente, o que faz todo sentido partindo do princípio de que as crianças foram adotadas de várias partes do mundo, o que pode fazer com quem tenham raças e características completamente diferentes.

Nos quadrinhos o relacionamento de Luther e Allison não tem a profundidade que vemos na série, a série desenvolve muito mais sua relação o que é um dos vários acertos de Umbrella Academy.

Klaus Hargreeves

O Klaus dos quadrinhos tem uma aparência totalmente diferente da do Klaus da série, e uma personalidade diferente também, mesmo que a essência do personagem ainda esteja ali, intacta. Na HQ Klaus tem alguns poderes muito interessantes como telecinese ver e contatar os mortos, fazer comunicação via rádio e levitar. Já na série (por enquanto) Klaus tem apenas o poder de ver e contatar os mortos e de alguma forma fazer com que eles interajam com o nosso mundo.

Vanya Hargreeves

Na HQ Suíte do Apocalipse Vanya se torna a Violino Branco por intermédio de um homem estranho acompanhado de uma orquestra que a manipula e acaba fazendo uma cirurgia nela que a torna uma vilã. Em contrapartida na série os poderes de Vanya são retratados como vindos dela apenas e que tinham sido reprimidos por seu pai por ter considerado seu poder instável demais. Além de que quem acaba encaminhando Vanya para descobrir e usar seus poderes é Leonard Peabody, o interesse romântico de Vanya que secretamente é o responsável por desencadear o fim do mundo.


Ben Hargreeves

Uma das melhores adaptações da série foi justamente a presença de Ben, O Horror, Hargreeves. Ele é uma das crianças mais poderosas das quais foram adotadas por Reginald e infelizmente morre terrivelmente antes dos eventos atuais do quadrinho se seguirem. Já na série temos a oportunidade de ver ele não apenas criança mas adulto conversando com Klaus, afinal ele pode ver e se comunicar com os mortos.

A relação da família Hargreeves

Na série os personagens por mais disfuncionais que sejam ainda parecem se importar uns com os outros, interagem de forma mais humana e tem momentos bons e ruins. Nos quadrinhos o clima de tensão na família é muito pior. É um outro acerto da série mostrar mais do relacionamento da família tendo em mente que os problemas deles são tão pertinentes quanto seus poderes para o espectador.

O final

O final da série é algo sem precedentes nos quadrinhos, não havia ainda tido uma situação que se aproximasse muito nos dois primeiros volumes da HQ. O cliffhanger foi bem utilizado e pode ser algo muito bom para o começo da próxima temporada se os produtores souberem o que estão fazendo e aparentemente sabem já que Gerad Way disse em entrevista que já mostrou ao Showrunner Steve Blackman o que acontece nos oito volumes de sua obra, sendo que o terceiro ainda está em lançamento.

A primeira temporada de The Umbrella Academy está disponível na Netflix. E já tem sua segunda temporada confirmada pela rede de Streaming.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
1
Olá
Podemos ajudar?
Powered by