Tecnologia

Número de canais com 10 milhões de inscritos no YouTube quase dobrou no Brasil

Já são 43 canais que ultrapassaram a marca no país

O YouTube revelou que o número de canais brasileiros com mais de 10 milhões de inscritos chegou a praticamente dobrar entre 2018 e 2019, segundo pesquisa de comportamento sobre consumo de vídeos no país realizada pela Provokers.

Ao todo, são 43 canais com mais de 10 milhões de inscritos até setembro de 2019 — quase o dobro dos 23 canais que foram divulgados no ano 2018. O número de contas com mais de 1 milhão de inscritos também aumentou expressivamente: foi de 800 para mais de 1.200 canais.

O consumo de vídeos pela internet no Brasil cresceu em 165% nos últimos 5 anos, enquanto o volume de minutos assistidos na televisão aumentou 24%. Isso deve-se ao fato de que 95% dos entrevistados assistem a vídeos online, independentemente da plataforma, e 80% deles afirmam que recorrem para a internet por procurarem conteúdo que a TV não oferece.

Segundo a pesquisa, o YouTube ultrapassou a Globo e tem a maior fatia na quantidade de vídeos assistidos, com 18% contra 15% da emissora. Em 2018, as porcentagens eram de 18% para a Globo e 15% para a plataforma online. O Facebook ficou com 7%, Instagram 6%, Netflix 5% e 4% das pessoas assistem mais no WhatsApp.

Quanto à plataforma preferida para consumir conteúdo na internet, o YouTube continua sendo o maior dominante com 41%, apesar do número representar uma queda de 3% em relação ao ano passado. Em segundo lugar temos a Netflix com 23% da preferência, e serviços como Amazon Prime Video e HBO Go aparecem pela primeira vez na lista com 1% cada.

A transmissão mais assistida até o momento da pesquisa foi a final da Free Fire Pro League 2019, torneio do jogo mobile que conseguiu mais de 763 mil espectadores — muito mais do que o jogo entre o jogo de futebol de Corinthians x Racing, que também teve stream na plataforma.

A pesquisa, feita pela Provokers e ouviu mais de 2 mil pessoas em todas as regiões do país (Sul, Sudeste, Centro-Oeste, Norte e Nordeste), entre 14 e 65 anos, que assistem a vídeos online e offline regularmente.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
1
Olá
Podemos ajudar?
Powered by