Filmes & Seriados

GLASS – CRÍTICA DO FILME (Sem Spoilers)

O tão aguardado desfecho de Corpo Fechado e Fragmentado chega tarde demais e não empolga os fãs.

M. Night Shyamalan é o tipo de diretor que surpreende mas também decepciona, e chega atrasado com a conclusão de saga que começou em 2000, com o irretocável Corpo Fechado.

Certamente o fator tempo, pesou para os personagens David Dunn (Bruce Willis) e Elijah Price (Samuel L. Jackson) que entregaram atuações contidas, e nada memoráveis. Afinal de contas 20 anos é tempo demais e isso fica evidente tanto no aspecto físico quanto na ambientação dos personagens na trama, principalmente se você não tiver revisto Corpo Fechado nos últimos meses.

James McAvoy rouba a cena, repetindo as múltiplas facetas de Kevin Crumb, e parece que o diretor aproveitou todo o talento do ator para nos presentear mais uma vez com uma atuação deslumbrante, algo que não se vê todo dia no cinema contemporâneo.

E faltou “Vidro” no filme que teoricamente deveria mergulhar ainda mais na mente perturbada do Sr. Vidro e que leva também o nome como título do filme (se é que vocês me entenderam). O personagem vivido por Samuel L. Jackson aparece somente no segundo ato do filme, e se mostra pouco, o que me deixou de certa forma frustrado, pois acho que todos queriam ver mais do enigmático Mr. Glass.

No fim o diretor entrega um final sóbrio, enxuto, bem amarrado, mas com pouco entusiasmo. O que agrada de fato no filme é a narrativa, que vem enredada por todo o aspecto “quadrinesco” que proporciona a sensação de estarmos dentro de uma graphic novel com todas as premissas e roteiros de uma boa história. É a sensação de dever cumprido, mas um tanto quanto preguiçosa, e que perdeu um grande oportunidade de elevar esse filme ao status de obra prima do cinema de heróis e HQ’s.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1
Olá
Podemos ajudar?
Powered by
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios