Conheça os Criadores de Indie Games no Brasil

Conheça os Criadores de Indie Games no Brasil

Ser independente não é fácil, mais tem o lado bom… e muitos desafios. O mercado dos chamados jogos indie no Brasil cresce e chama cada vez mais atenção. Nos últimos oito anos o número de empresas que desenvolvem games no país cresceu em média 600%. Segundo a Associação Brasileira de Games, hoje já são mais de 300 empresas e startups no ramo por aqui e muitas delas totalmente independentes. Com baixos recursos e pouco pessoal, muitas não têm nem 10 pessoas envolvidas no projeto.

Sem qualquer vínculo com o mercado financeiro ou sem necessitar da aprovação de executivos para produzir, os indies têm a liberdade de fugir do convencional, contar novas história, arriscar de forma mais autoral. Mas, antes de tudo o primeiro passo para criar um jogo independente é ter paixão pelo que faz, e estar preparado para as dificuldades que viram.

“Mano, uma das grandes dificuldades é saber o que fazer com o jogo depois que o jogo estiver pronto. Isso dá um nó no juízo de qualquer um por que gera dúvidas. A produção de um jogo leva uns 3 a 4 anos ou mais. Investir tanto tempo, tanta energia pra depois não saber o que fazer, é meio tenso… Hoje já tem saídas como as lojas virtuais, tipo, steam. (Renato Mota, 2018) ”

Game desenvolvido pelo Renato Mota

O maior desafio como o de qualquer artista independente, é recurso financeiro, ou seja, dinheiro! Todos os independentes, sem exceção, precisam vencer este primeiro “BOSS”.

Muitos abrem mão de sair com amigos, de ter um dia de lazer, as vezes abrem mão do sono e viram madrugadas para tocarem seus projetos. Outros apostam em campanhas de financiamento coletivo online. Afinal, se uma galera se convencer de que o game merece atenção, é possível receber pequenas quantias de bastante gente e produzir algo de qualidade.

Mas só dinheiro também não seria suficiente. O mercado indie está cada vez mais concorrido. É difícil conseguir visibilidade. Uma saída é tentar parcerias para fazer um bom trabalho de marketing, como disponibilizar os jogos pra streamres famosos ou Youtuberes e também liberando vezes de teste na internet.

 

“Para quem quiser começar no desenvolvimento de jogos, será preciso ter paciência e determinação! É muito comum ver um grupo de amigos começar bastante empolgados com a ideia do jogo e o desenvolvimento do projeto, mas quando começam a colocar a mão na massa, percebem que não será tão fácil e nem tão rápido quanto imaginavam. Nessa hora muitos grupos acabam pouco a pouco perdendo a empolgação e acabam desistindo. Para superar esta barreira, é preciso ter determinação e paciência! (Lucas Câmara, 2018)”

Game desenvolvido por Lucas Câmara

Uma das maiores vitórias do mercado independente brasileiro é que a Agência Nacional de Cinema já considera o game como mídia audiovisual. Assim, é possível conseguir algum dinheiro do governo. A Ancine diz que já investiu 20 milhões de reais no mercado nacional nos últimos dois anos. Com essa iniciativa, é bem possível que nossa realidade que hoje está anos luz atrás de Japão e Estados Unidos, se torne um pouco mais atrativa de quem ainda vive o mundo dos games por puro amor.

Total de 34 visualizações

Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Open chat
1
Olá
Podemos ajudar?