Tecnologia

Cientistas encontram planetas que são tão densos quanto algodão doce

Três planetas que orbitam a estrela Kepler 51

Das palavras que poderiam ser utilizadas para descrever planetas, certamente “fofo” não é a primeira que pensamos. Mas isso pode mudar, pois cientistas descobriram um aglomerado de planetas cuja densidade é como a de um algodão doce.

Em 2012, os cientistas descobriram a estrela Kepler 51, do tipo solar, e detectaram 3 planetas em sua órbita. Esses planetas possuem o mesmo tamanho de Júpiter, o maior de nosso Sistema Solar, mas apresentam massa parecida com a da Terra — o que significa que são pouco densos. Na verdade, são os planetas com a menor densidade já vista.

Usando o telescópio Hubble, a equipe observou os planetas enquanto eles passavam na frente da estrela central de seu sistema, procurando por componentes como água nas atmosferas. Jessica Libby-Roberts, da universidade de Colorado, revelou que os cientistas ficaram muito surpresos por não encontrarem água. “Tínhamos planejado observar características grandes de absorção de água, mas elas simplesmente não estavam lá”, contou.

A NASA relatou que os “super-puffs” — apelido dado ao trio de planetas — tiveram suas densidades determinadas em 2014, mas foi só em dezembro de 2019 que conseguiram refinar os dados para confirmar que, realmente, são planetas fofinhos.

Apesar de não encontrarem o que estavam procurando por conta da imensa quantidade de nuvens, as informações obtidas ajudam a sustentar a teoria de que a formação de nuvens e névoa está ligada à temperatura do planeta — quanto mais gelado, mais nuvens ele apresenta.

Segundo os estudos do grupo, a baixa densidade dos planetas está ligada à idade do sistema, que ainda é jovem: ele tem apenas 500 milhões de anos. Para comparação, o Sol que orbitamos tem aproximadamente 4,6 bilhões de anos, então, realmente, o Kepler 51 pode ser considerado jovem.

Porém, a fofura de ao menos um deles deve acabar nos próximos bilhões de anos. As atmosferas de baixa densidade dos planetas devem diminuir, e o planeta mais próximo da estrela deve perder completamente sua aura felpuda com o passar do tempo.

Com informações do site oficial da NASA, Universidade de Colorado e do Slash Gear (em inglês).

Outra descoberta recente mostrou o Sol com um super zoom e sua superfície parece um pé-de-moleque, um nacho ou até mesmo um monte de pipoca caramelizada.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
Open chat
1
Olá
Podemos ajudar?
Powered by