Tecnologia

Carros da Tesla estão supostamente acelerando sem motivo

Petição, feita à NHTSA, abrange veículos Tesla Model S, Model X e Model 3

De acordo com a Reuters, a Administração Nacional de Segurança no Trânsito de Rodovias dos Estados Unidos disse, que considera iniciar uma investigação sobre uma “aceleração inesperada e repentina” de 500.000 veículos da Tesla. Até então, nenhum porta-voz da montadora de Elon Musk se pronunciou sobre a situação.

A petição abrange veículos Tesla Model S (modelo 2012), Model X (2016-2019) e Model 3 (2018-2019), registrando 127 reclamações de consumidores, 123 veículos exclusivos e 110 acidentes.

“Como prática padrão, a NHTSA analisará cuidadosamente a petição e os dados relevantes”, disse um porta-voz da agência, em um comunicado oficial.

Qualquer civil pode enviar uma petição à NHTSA solicitando investigação sobre um suposto defeito de segurança ou fabricação. Depois de realizar uma análise técnica, o Escritório de Investigação de Defeitos da agência informa o peticionário se eles avançarão com uma apuração aprofundada.

Em novembro de 2018, a Tesla solucionou uma ação coletiva de clientes que alegaram que seus veículos, dos modelos S e X, aceleravam repentinamente sem aviso. Outra ação judicial foi em 2019, por Mena Massoud, atriz de Aladdin, que alegou que uma suspensão com defeito causou a queda do volante do Model 3, um dia depois da compra. Além disso, mais recentemente, a NHTSA abriu uma investigação sobre reclamações de incêndios em veículos conectados aos sistemas de gerenciamento de bateria, de modelos S e X.

Existem vários relatos de proprietários de automóveis da Tesla que retiram seus veículos do Autopilot, bem como pessoas que morreram enquanto usavam o mesmo. Entretanto, a montadora afirmou que clientes estão mais seguros usando a ferramenta.

A montadora também sofreu críticas de segurança inteligente, envolvendo seu sistema de assistência ao motorista, o Autopilot (piloto automático). O Conselho Nacional de Segurança em Transportes, dos EUA, anunciou planos para realizar uma audiência pública, em fevereiro, para determinar a provável causa do acidente fatal de um Tesla em Mountain View, na Califórnia, em 2017.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios
Open chat
1
Olá
Podemos ajudar?
Powered by