Carros da Tesla estão supostamente acelerando sem motivo

Carros da Tesla estão supostamente acelerando sem motivo

De acordo com a Reuters, a Administração Nacional de Segurança no Trânsito de Rodovias dos Estados Unidos disse, que considera iniciar uma investigação sobre uma “aceleração inesperada e repentina” de 500.000 veículos da Tesla. Até então, nenhum porta-voz da montadora de Elon Musk se pronunciou sobre a situação.

A petição abrange veículos Tesla Model S (modelo 2012), Model X (2016-2019) e Model 3 (2018-2019), registrando 127 reclamações de consumidores, 123 veículos exclusivos e 110 acidentes.

“Como prática padrão, a NHTSA analisará cuidadosamente a petição e os dados relevantes”, disse um porta-voz da agência, em um comunicado oficial.

Qualquer civil pode enviar uma petição à NHTSA solicitando investigação sobre um suposto defeito de segurança ou fabricação. Depois de realizar uma análise técnica, o Escritório de Investigação de Defeitos da agência informa o peticionário se eles avançarão com uma apuração aprofundada.

Em novembro de 2018, a Tesla solucionou uma ação coletiva de clientes que alegaram que seus veículos, dos modelos S e X, aceleravam repentinamente sem aviso. Outra ação judicial foi em 2019, por Mena Massoud, atriz de Aladdin, que alegou que uma suspensão com defeito causou a queda do volante do Model 3, um dia depois da compra. Além disso, mais recentemente, a NHTSA abriu uma investigação sobre reclamações de incêndios em veículos conectados aos sistemas de gerenciamento de bateria, de modelos S e X.

Existem vários relatos de proprietários de automóveis da Tesla que retiram seus veículos do Autopilot, bem como pessoas que morreram enquanto usavam o mesmo. Entretanto, a montadora afirmou que clientes estão mais seguros usando a ferramenta.

A montadora também sofreu críticas de segurança inteligente, envolvendo seu sistema de assistência ao motorista, o Autopilot (piloto automático). O Conselho Nacional de Segurança em Transportes, dos EUA, anunciou planos para realizar uma audiência pública, em fevereiro, para determinar a provável causa do acidente fatal de um Tesla em Mountain View, na Califórnia, em 2017.

Total de 33 visualizações

Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Open chat
1
Olá
Podemos ajudar?